Um olhar sobre o mundo Português

 

                                                                           

h facebook h twitter h pinterest

Destaques desta Edição

  • ITerra-mãe

    Terra-mãe "planta" arte em trás-os-montes

    A 2.ª edição da Linha de Água – Bienal de Arte Contemporânea de Trás-os-Montes(BACTM) já arrancou há uma semana e está na rua, em pleno Parque da Cidade de Macedo de Cavaleiros, onde um escultor desenvolve ao vivo “Terra-Mãe” que enche de arte Trás-os-Montes por estes dias. Este evento cultural decorre e...Readmore

  • IÁguas passadas adaptada para série de tv

    Águas passadas adaptada para série de tv

    O livro "Águas Passadas", uma obra da autoria do escritor João Tordo, será adaptado para o formato série, encontrando-se a produção a cargo da Caracol Studios.O projecto ainda em fase de desenvolvimento foi seleccionado para o Conecta Fiction, um dos mais relevantes eventos audiovisuais onde será apresentado pela produtora do Projecto, Joana Domin...Readmore

  • IOruam atua em Braga

    Oruam atua em Braga

    As festas de São João da panela, em Braga, apresentam concerto de Oruam. O mais mediático artista de rap e trap brasileiro da atualidade, no dia 23 de junhi, na Alameda do Estádio Municipal de Braga. A diversão começa às 16h00, com a abertura de portas do evento que trará o tão aguardado concerto em nome individual de ORUAM, os melh...Readmore

Cineteatro louletano- Programa Junho

Em junho, o mês arranca com uma grande festa do cinema, produzido e falado em italiano. A Festa do Cinema Italiano chega a Loulé depois de ter estado em Lisboa, com o apoio da Embaixada de Itália e do Instituto do Cinema e Audiovisual, numa iniciativa de caráter nacional. Para além do cinema, o Festival promove a música, a literatura, a arte e a gastronomia. É por isso que há filmes nos dias 1 e 2, sábado e domingo, mas que o segundo dia é “especial”, já que para além do cinema há também a possibilidade de participar num jantar com comida italiana. O programa integral encontra-se no site do Cineteatro Louletano.
No dia 7, em Quarteira, na Igreja de S. Pedro do Mar, um concerto que sai fora de portas, mas está integrado na programação do CTL: Isabel Vaz e Vasco Dantas, dois grandes instrumentistas da música erudita, e responsáveis pela organização do festival Algarve Music Series, apresentam-se em dueto de violoncelo (Isabel Vaz) e piano (Vasco Dantas). Isabel e Vasco pautam-se por interpretar, sempre que possível, compositores portugueses nas suas performances, contribuindo para divulgar a cultura portuguesa no país e no estrangeiro. O concerto é às 21h00 e é de entrada livre.
A 8 de junho, às 21h00, o Teatro Nacional D. Maria II traz a Loulé “Quis Saber Quem Sou”, um concerto teatral protagonizado por jovens atores/cantores/instrumentistas entre os 16 e os 25 anos. As suas vozes e os seus corpos representam a memória das palavras da Liberdade, numa homenagem à Revolução de 25 de Abril de 1974. “Quis Saber Quem Sou” é o primeiro verso da canção “E Depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, tema que se tornou um dos símbolos musicais da Revolução dos Cravos. A peça tem os recursos de Audiodescrição e Língua Gestual Portuguesa, e é precedida, no dia 7, de uma sessão para escolas.


No dia seguinte, 9 de junho, domingo, às 17h00, Loulé acolhe a banda “Paus”, com nova forma, novo disco e novo espetáculo, mais livre e descomprometido. Ao quarteto original – Hélio Morais, Fábio Jevelim, Makoto Yagyu e Quim Albergaria – juntam-se Iúri Oliveira nas percussões, João Cabrita nos sopros e Iguana Garcia na guitarra. O espetáculo “Paus e o Caos” é um espetáculo com o selo de qualidade “Med Flavour”.
No dia 11 de junho, há mais uma sessão do ciclo de cinema francês, com “De nos frères blessés” (2022), de Hélier Cisterne. A estória de uma mulher que se recusa a deixar que o marido, acusado de traição, enfrente sozinho o seu destino. O filme é no Auditório do Solar da Música Nova, às 21h00, e é de entrada gratuita.
Nos dias 13 e 14, uma estreia, levada à cena pela Associação Figo Lampo (sedeada em Loulé), no âmbito da Bolsa de Apoio ao Teatro. “No Caminho das Estórias”, dias 13 e 14 às 21h00 (dia 14 às 10h30 para escolas), é uma peça para escolas e famílias, baseada nos livros e na literatura, nas bibliotecas e na tradição oral. Por causa de uma Greve Geral dos Livros, o Sr. Livro resolveu fechar-se e não se abre para ninguém. Luca e Jasmim vão ter de ir à procura de estórias noutro lado, mas a aventura não está fácil…
No dia 14, às 15h00, há peça de teatro em Alte, criada pelo LAMA Teatro, após várias semanas de trabalho com a Escola Profissional de Alte. Chama-se “Caderno Diário” e envolve professores e alunos, mas é aberta à comunidade local. Em “Caderno Diário” são explorados os desabafos, as histórias de amor, os segredos, os jogos do galo e do stop. Os participantes são levados a pensar sobre o meio que os rodeia e sobre aquilo que mudariam na sua escola e na sua rua.
No mesmo dia, dia 15, mas à noite, às 22h00, no Largo do Engº Duarte Pacheco, há concerto de entrada livre com “AGIR Cantando Abril”. O cantor e compositor tem um lote de convidados de luxo, como Lura, Irma, Milhanas e Tatanka. O espetáculo é uma homenagem ao cancioneiro do 25 de Abril, e aos poetas e músicos de intervenção, tais como Zeca Afonso, Sérgio Godinho e Fausto. Com três álbuns de originais, AGIR é um dos artistas mais reputados da sua geração. É uma presença constante nas playlists das rádios e tem inúmeras colaborações com alguns grandes nomes da música nacional, como Ana Moura, Carolina Deslandes, Diogo Piçarra, Karetus, Papillon ou 9 MILLER. Este concerto terá ainda a participação “especial” de duas intérpretes de Língua Gestual Portuguesa, no âmbito da programação inclusiva e de acessibilidade que o Cineteatro Louletano tem vindo a desenvolver para vários públicos, nomeadamente o público S/surdo e público cego ou com baixa visão.
Por fim, a 16 de junho, domingo, às 17h00, o Cineteatro Louletano recebe um concerto com alguns dos músicos mais promissores de Loulé, provenientes do Conservatório de Música de Loulé – Francisco Rosado. Vamos para a 4ª edição do “Concerto dos Laureados”, um concurso interno que seleciona as melhores prestações dos alunos desta escola pública de música, em vários graus de ensino e interpretando vários instrumentos, seja a solo, seja em grupos (música de Câmara, por exemplo). À semelhança das edições anteriores, abertas ao público, o Concerto dos Laureados é uma oportunidade única de demonstração de talentos, promovendo em simultâneo a aproximação da música clássica (ou erudita) à comunidade de Loulé.

FaLang translation system by Faboba

Eventos